segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Thor Vol 1 158 e 159 - Novembro e Dezembro/1968


EDIÇÃO ANTERIORARCO / ANOPRÓXIMA EDIÇÃO
03 - SILVER AGE / 1968Iron Man 6

Um grande questionamento ocorre entre as duas identidades complementares do deus do trovão. Donald Blake quis saber seu papel e Thor quer saber se tudo o que já passou o fez alguém melhor.



A retrospectiva em torno do Deus do trovão ocorre na edição de novembro de 1968, em um dos retornos de Thor á Terra. Ao se transformar em Donald Blake, o alter ego do herói questiona seu papel em toda aquela bagunça.



O mais incrível era que Blake se lembrava de tudo, desde quando encontrou o cajado em uma caverna enquanto fugia de uma invasão de alienígenas, passando por diversas outras lembranças, como Jane Foster, Lady Sif, Odin, seus colegas asgardianos... 



... mas somente essas lembranças não eram suficientes. Blake queria entender porque ele foi escolhido. Quem ele era em meio à tanta história? Qual a razão dele ter encontrado o cajado e passado por tudo aquilo.



Odin decide mostrar ao mortal a resposta e conta que Thor invadiu Niffelheim, o reino dos Gigantes da Tempestade, quando mais jovem, acabando com a paz e um acordo de divisão de território.



Thor não apenas quebrou o trato, como enfrentou os gigantes e causou mais destruição. Thor era inconsequente e irresponsável mesmo dentro de seus próprios domínios, então Odin o baniu para a Terra, a fim de que ele conhecesse os reais valores dos humanos.



Odin revela que Donald Blake era a personificação de Thor na Terra, e o convívio com doentes, estudando e salvando vidas por meio da medicina era uma ótima maneira do rebelde e inconsequente príncipe de Asgard conviver com a humildade.



Blake era Thor. Thor era Blake. Eram duas pessoas em uma. Uma tentando aprender e outra tentando entender. E Thor aparenta ter aprendido o real valor.



http://marvel.wikia.com/wiki/Thor_Vol_1_158
http://marvel.wikia.com/wiki/Thor_Vol_1_159


Publicada no Brasil
Heróis da TV n° 5 - Abril


0 comentários :

Postar um comentário

Os comentários são moderados.