terça-feira, 8 de março de 2016

Wolverine Vol 3 46 e 47 - Novembro e Dezembro/2006


EDIÇÃO ANTERIORARCO / ANOPRÓXIMA EDIÇÃO
06 - MODERN AGE /
<Guerra Civil>
2006
Fantastic Four 538

Wolverine resolveu só um pedaço de sua missão pessoal contra Nitro, o verdadeiro causador da explosão em Stanford, estopim da Guerra Civil. Namor ficou com o explosivo vilão, mas a descoberta sobre as doses extras de MGH, o hormônio de crescimento mutante, distribuídas por Walter Declum da Controle de Danos, acabou adicionando um extra ao plano do herói.



A primeira coisa que Wolverine faz ao voltar de Atlântida é visitar a Controle de Danos e, à força, conseguir um encontro com Declum. À princípio, Logan conversa com a presidente da empresa e a deixa surpresa quando conta sobre a distribuição irregular de MGH. Declum distribuía a droga e manipulava os consumidores para que a Controle de Danos pudesse sempre atuar na limpeza dos "acidentes".



Porém, Declum entra na sala e afirma que chamara a SHIELD, forçando Wolverine a deixar o local. Mas o carcaju não sai sem levar arquivos secretos da empresa e descobrir que a manipulação dos eventos que andavam acontecendo durante a guerra civil também tinha o dedo da Controle de Danos, que ganhava mais e mais dinheiro com o conturbado ambiente 



Wolverine começa, então, a minar as finanças da Controle de Danos. Ele ataca bancos e cofres onde a organização tinha contas, deixando Walter Declum irritado com os prejuízos. Até que eles mandam uma clara mensagem para Wolverine ao comprar um armazém abandonado da Roxxon. Declun queria Wolverine lá, e o carcaju não fugia de uma boa briga.



Logan é recepcionado por soldados usando armaduras especiais, montadas com restos de equipamentos e tecnologias que a Controle de Danos recolhia após os combates nas ruas. Os mercenários contratados pela empresa atacam Logan com armaduras equipadas com armas de adamantium e machucam Logan seriamente...



... mas ele tinha uma surpresa na manga. Os atlântes disfarçados de humanos tinham um acordo com Logan e seguiam o carcaju para ajudá-lo a derrubar a Controle de Danos...



... só que eles não contavam com uma surpresa também do outro lado. O Sentinela surge no local para capturar Wolverine e o poder do herói era algo impossível de lidar. Wolverine é preso e os dois atlântes tem que voltar para seu mundo submarino.



Wolverine é levado para um aeroporta-aviões da SHIELD e Maria Hill o interroga, ameaçando o carcaju com a prisão por se opor a Lei de Registro, mas Logan é esperto demais para se deixar prender e usa suas garras de adamantium para escapar das algemas que o prendiam e pular lá do alto para escapar.



Sem perder tempo, Logan volta até a sede da Controle de Danos para pegar Walter Declum. Dessa vez, o empresário não chama ninguém e enfrenta Wolverine usando a própria droga que ele distribuía. Declun toma uma dose de MGH e parte para cima de Wolverine, derrubando-o do prédio...



... mas logo Wolverine retoma o controle da situação, o que não é algo realmente bom para seus oponentes. Sem titubear, Logan logo crava suas garras na cara do traficante, sem piedade e ao melhor estilo Wolverine de ser. Era o fim da missão do herói.



Fechando o arco que corre em paralelo à guerra civil, essas duas edições da revista Wolverine ainda trazem uma bela e ácida conversa de Wolverine com Emma Frost e Scott Summers. Wolverine acusa os X-Men de se omitirem em meio ao caos que os Estados Unidos enfrentam. Palavras duras de alguém que não tem papas na língua.

0 comentários :

Postar um comentário

Os comentários são moderados.