sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Wolverine Vol 3 43 a 45 - Agosto a Outubro/2006


EDIÇÃO ANTERIORARCO / ANOPRÓXIMA EDIÇÃO
06 - MODERN AGE /
<Guerra Civil>
2006
Civil War 2

Para que se busque vingança, basta um motivo. E motivos todos tem. Wolverine busca um culpado. Mas o culpado tem culpa por muitas coisas.




Wolverine rastreava o paradeiro de Nitro, que causou a explosão em Stanford, e consegue encontrar a caminhonete que o levou para longe do local do acidente. Ele ameaça o motorista do veículo e descobre o local onde Nitro estava escondido...



... mas ele não era o único à procura do super vilão. O Homem de Ferro também seguia o rastro de Logan para evitar que ele agisse por conta própria. Wolverine concorda em se juntar a um grupo da SHIELD chamado Unidade de Contenção de Super-Humanos na missão de captura, mas sabia que as coisas não seriam tão fáceis.



Além desse grupo, outras pessoas poderosas buscavam informações sobre o Nitro, de forma bem incisiva.



No esconderijo do vilão, Nitro é surpreendido pelos soldados e acaba causando uma nova explosão, matando todo o destacamento. Wolverine só se salva graças ao seu fator de cura e ouve Nitro falando ao telefone com alguém que o ajudava, porém o misterioso chefão dispensa o perigoso vilão.



Wolverine parte para o ataque e espanca Nitro sem perdão. O herói acusa Nitro de usar algum truque, visto que tudo ao redor da explosão ficou queimado, porém o vilão ficou intacto, sem nenhum chamuscado. Sem reação, Nitro só apanha...



... até que começa a explicar que aquelas enormes explosões eram fruto de um hormônio químico com componentes mutantes, que ele tomava para ampliar seus poderes. Quando ia falar o nome do responsável pelo composto, o outro grupo que procurava pelo terrorista chega, espancando novamente o terrorista e o próprio Wolverine.



Nitro consegue pegar uma lança e ameaça rasgar o pescoço de Wolverine, mas o herói lida rapidamente com o seu oponente e começa a colocar ordem no local. Pedindo explicações ao grupo, Wolverine descobre que eles eram Atlântes e que agiam para vingar a morte de Namorita, que fazia parte dos Novos Guerreiros. E o próprio Namor aparece para conversar com Wolverine.



A conversa logo se transforma em pancadaria e Namor, apesar de ter seus ombros perfurados pelas garras de Wolverine, consegue nocautear o carcajú e levar o vilão sob custódia.



Wolverine pede ajuda ao Homem de Ferro e recebe uma armadura para visitar o reino submarino de Namor. Eles discutem novamente, mas Wolverine consegue persuadir o monarca submarino à levá-lo até o local onde o vilão estava sendo interrogado.



Porém, Nitro conseguiu atacar o interrogador, que antes de morrer conseguiu falar o nome de Walter Declun como sendo o financiador do terrorista. Enfurecido, Logan corta fora a mão de Nitro e ameaça matá-lo...



... mas percebe que o melhor a fazer era largar Nitro preso com os Atlântes. Namor, agradecido, conta à Wolverine que Walter Declun era o imoral CEO da organização chamada Controle de Danos.



A trama mostra que Namor acabou pagando a língua após se abster da votação dos Illuminati sobre o Ato de Registro. Na ocasião, ele afirmou que isso não impactará em nada o mundo submarino. Mas as voltas que o mundo dá sempre podem surpreender quem acha que não será impactado por algo.



Uma das cenas mais controversas de Wolverine aparece nessa história. Quando Nitro causa uma nova explosão, Wolverine é quase que totalmente queimado. Nitro chega a ver seu esqueleto, mas alguns quadrinhos à seguir, Wolverine já reaparece praticamente recuperado. Essa sequência gerou muita discussão sobre o fator de cura de Logan, e com razão!



Outro ponto interessante é que Wolverine afirma que tudo o que estava na área ao redor de Nitro no momento da explosão não foi afetado. Isso sugeriria que Namorita poderia estar viva, pois no momento da explosão em Stanford, ela segurava o vilão.



0 comentários :

Postar um comentário

Os comentários são moderados.