segunda-feira, 25 de maio de 2015

X-Men Vol 1 41 e 42 - Fevereiro e Março/1968


EDIÇÃO ANTERIORARCO / ANOPRÓXIMA EDIÇÃO
03 - SILVER AGE / 1968Fantastic Four 78

Uma perda importante para os mutantes pode significar o abalo do grupo de jovens superdotados. A primeira "morte" do universo Marvel acontece de maneira bem tumultuada, em mais um caso de roteiro apressado.




Uma criatura aparece em meio às linhas de metrô de Nova Iorque e ataca um trem. Coincidentemente, Hank McCoy e Bobby Drake estavam na composição, com suas namoradas Vera e Zelda. Eles aproveitam a falta de energia para se esgueirar para fora do vagão, se trocar e enfrentar o estranho ser como Fera e Homem de Gelo. Hank chama seu oponente de grotesco e ele passa adotar esse "elogio" como nome.




Grotesco se cansa da luta e foge por uma passagem, trancando-a após passar e os dois heróis voltam ao vagão dando desculpinhas para as meninas. Eles rapidamente procuram o professor Xavier para contar o acontecido, porém encontram o tutor dos mutantes forçando Ciclope, o Anjo e a Garota Marvel mais do que o costume em seus testes. Charles não dá nenhuma atenção à Hank e Bobby e sai para estudar levando Jean Grey junto com ele. A mudança de humor do Professor X é perceptível.




Grotesco segue caminhando pelas cavernas do subterrâneo e descobrimos que ele era um príncipe de mais uma tribo que vivia no interior da Terra. Ao ver seu povo ser exterminado após testes nucleares realizados pelos humanos, Gor-Tok, o Grotesco, prometeu se vingar e procurava uma forma de acabar com a raça humana na superfície.




E ele encontra sua chance ao sentir um tremor de terra causado por um equipamento sísmico criado por professores de uma universidade. Grotesco resolve subir para a superfície novamente e se apoderar do equipamento.




Enquanto isso, Xavier leu os pensamentos de Bobby e Hank e manda os meninos do time procurarem pelo estranho ser. Ao entrarem na cidade abandonada nos subterrâneos, eles não encontram o Grotesco e Ciclope ordena que o Homem de Gelo e o Anjo retornem e peçam ajuda. Porém Xavier não os recebe e a Garota Marvel se recusa a dar mais informações, dizendo que foi proibida pelo professor.




O Anjo e Homem de Gelo se incomodam com as atitudes do professor e tentam sair, mas são impedidos pela Garota Marvel. Enquanto isso, Ciclope e Fera encontravam o Grotesco e o enfrentavam, mas o estranho ser escapa após perceber que tentavam invadir sua mente.




Scott e Hank voltam para a escola e também são impedidos de falar com o professor X por Jean Grey. Charles havia provocado o Grotesco para atrair a criatura até o laboratório e se disfarçou de cientista, mas logo é atacado pelo perigoso ser, que agora queria a máquina sísmica. Jean recebe um comando mental para deixar os X-Men irem até o laboratório onde Charles estava e eles finalmente seguem para a ação.




Grotesco consegue acionar a máquina, que começa a causar tremores. Com a chegada dos X-Men, a batalha começa enquanto Jean unia seus poderes mentais com os de Charles Xavier para tentar desligar a máquina que estava emperrada. Sem sucesso, Charles pede que a jovem se afaste e começa a tentar sozinho mas Grotesco, ao tentar evitar que a máquina desligasse, acaba explodindo tudo.




Os jovens mutantes vêem Grotesco morto, mas voltam suas atenções ao Professor Xavier, imóvel no chão e muito ferido. Carregando Xavier para fora do local, os jovens trocam as últimas palavras com o tutor dos X-Men. Xavier estava morto!




As consequências dessa fatalidade ainda não estavam claras, mas pela primeira vez a Marvel decidia matar um personagem central de suas tramas. Por mais estranho que possa parecer, as atitudes de Charles Xavier nessas duas edições foram totalmente inconsistentes. Por que atrair o perigo exatamente para onde as máquinas sísmicas estavam? Por que se disfarçar de cientista se Grotesco não conhecia nem o cientista, nem o próprio professor X? Por que manter o grupo de heróis tanto tempo longe? Uma série de erros que levam a um desfecho desastroso.




E mais uma raça vivendo no subterrâneo do planeta? Como Roy Thomas acha que as cidades se mantém de pé, sem afundar nesse subsolo oco que o planeta tem?




A capa das revistas deixa de ter o título "X-Men" em destaque e passa a deixar o nome do grupo menor, destacando o título da história ou do evento. Na edição 42, destaque para a morte do Professor X. Essa "coragem" de matar um personagem motivou até uma provocação por parte da Marvel à DC, que vivia publicando histórias com histórias que aconteciam em sonhos ou na imaginação. A Marvel disse que tudo aquilo era realidade. Tá bom...




http://marvel.wikia.com/X-Men_Vol_1_41

http://marvel.wikia.com/X-Men_Vol_1_42


Publicada no Brasil
Sem Informação


0 comentários :

Postar um comentário

Os comentários são moderados.