quarta-feira, 13 de maio de 2015

Thor Vol 1 151 a 153 - Abril a Junho/1968



EDIÇÃO ANTERIORARCO / ANOPRÓXIMA EDIÇÃO
03 - SILVER AGE / 1968Tales of Suspense 97 a 99 e
Capitão América 100

A continuação do logo arco de Thor contra seu irmão continua e ele tem que enfrentar armaduras encantadas, trolls insanos e até seu próprio irmão, viajando entre Asgard e Midgard. A vida está dura para o deus do trovão.






Ainda sem seus poderes, Thor enfrenta o Destruidor sem saber que dentro do inimigo metálico está a alma de sua amada Sif. Ela tentava de todas as formas demonstrar ao deus do trovão que ela estava ali dentro, ao mesmo tempo que também tentava impedir a fúria, o encantamento para destruir e a vontade própria do ser.




Karnilla e Loki assistiam tudo, forçando Balder a presenciar também a fúria do ataque. Quanto mais a batalha ficava intensa, menos controle Sif tinha sobre o ser e Thor começava a fraquejar.




Odin consegue um novo cristal para ver o que se passava nos outros mundos e assiste a luta de Thor contra o Destruidor. Sem saber da armação de Loki e Karnilla, Odin devolve o poder de Thor, que quando percebe a novidade, começa a revidar os ataques pondo em risco a alma de Sif.




Porém Ulik aparece no castelo de Karnilla e ataca a deusa Norn. O troll estava mais poderoso e ameaça matar todos no local, fazendo com que Balder lute por Karnilla em troca da libertação da alma de Sif. Sem alternativas, a deusa aceita a oferta e salva a guerreira asgardiana.




Sem a alma de Sif, a armadura do Destruidor desliga e Thor fica momentaneamente livre. A polícia tem que lidar com a aquele monte de metal sem vida e Odin vai até a Terra, se disfarça de curador do museu e recupera a armadura.




Enquanto isso, Thor é teleportado para o castelo de Karnilla pela própria bruxa Norn para ajudar Balder a lutar contra Ulik. Thor começa a socar o inimigo, mas Loki esperava uma oportunidade para acabar com seu meio-irmão.




Thor finalmente consegue derrotar Ulik, jogando-o no Abismo das Sombras, mas Ulik conseguiu se agarrar em uma rocha durante a queda e achou uma caverna reluzente, se escondendo por lá.




Enquanto comemoravam a vitória, Thor descobre que não estava com seu martelo Mjolnir e percebe que o único que poderia ter roubado a arma era Loki. Lembrando que logo se transformaria em Donald Blake se ficasse afastado de seu martelo por mais de sessenta segundos, Thor pede que Karnilla o transporte até Loki, e a rainha Norn atende o pedido por estar em débito com o deus do trovão, mandando Sif junto com ele.




Loki estava na Terra com Mjolnir, mas o martelo se transforma na bengala de Donald Blake. O deus do trovão estava novamente na forma do médico, e Loki aproveita para atacar seu odiado irmão, porém Sif entra no meio da luta e acaba sendo atingida por uma descarga energética mística.




O doutor Blake aproveita o tumulto para roubar seu cajado das mãos de Loki e se transformar novamente em Thor. Dessa forma, o deus do trovão arrebenta com o deus da trapaça, mas percebe que Sif estava muito ferida e chama uma ambulância para a moça, aproveitando para se transformar novamente no médico Don Blake, para ajudar na cirurgia da guerreira.




Loki se recupera e tenta atacar novamente, mas o médico consegue causar distrações suficientes na sala de cirurgia e consegue finalizar o tratamento, mandando todos os ajudantes levarem Sif para outro lugar. Sem os terráqueos, ele se transforma outra vez em Thor e começa a surrar o irmão novamente.




Porém Odin se irrita ao ver os dois brigando novamente e ordena o fim da batalha, alertando-os que um mal maior ameaçava Asgard. Finalmente as coisas se acalmam, Loki parte sem dizer para onde ia e Thor decide voltar para sua terra e ajudar seu pai.




Uma história bem longa, interligando diversas edições da revista do deus do trovão, porém com algumas inconsistências. Uma delas é a aparição de Thor na revista do Quarteto Fantástico, que causa uma interrupção na narrativa ao final da edição 150. Outra é o fato de Thor se transformar em Donald Blake se ficar afastado de seu martelo por 60 segundos mesmo fora da Terra. Isso contradiz histórias anteriores que mostravam que isso só acontecia se ele estivesse em Midgard.




Aparentemente Karnilla se apaixona por Balder após ele ajudá-la com os trolls.




Se lembrarmos que Sif e Balder foram atrás de Loki no castelo de Karnilla para recuperar os cristais que permitiam Odin assistir o que acontecia em outros mundos, aparentemente Odin continua sendo um fanfarrão em suas decisões, pois ele rapidamente conseguiu outro de seus cristais. Qual a necessidade disso, Odin?




http://marvel.wikia.com/Thor_Vol_1_151

http://marvel.wikia.com/Thor_Vol_1_152
http://marvel.wikia.com/Thor_Vol_1_153


Publicada no Brasil
O Poderoso Thor (Bloquinho Sensacional) n° 11 e 12


1 comentários :

Os comentários são moderados.