quarta-feira, 4 de junho de 2014

Fantastic Four Vol 1 54 - Setembro/1966



EDIÇÃO ANTERIORARCO / ANOPRÓXIMA EDIÇÃO
03 - SILVER AGE / 1966Uncanny X-Men 24

Um dramalhão enorme tomando conta das páginas de uma revista de ficção científica é algo que não combina! Fica muito estranho ver acontecimentos motivados puramente pelas emoções delineando o rumo dos personagens mais científicos do universo Marvel na década de 60. A história serviria apenas como ponte entre um momento e outro, sendo o plot principal o destino dos Inumanos, mas diversos outros fatores poluem a trama, confundindo nossa cabeça.



O Quarteto Fantástico e Wiatt Wingfoot curtem os últimos momentos em Wakanda, e ganham de vez a amizade do Pantera Negra, que esbanja dinheiro dando presentes absurdos para seus novos amigos.


Johnny andava cabisbaixo pensando em Crystal, e decide não voltar com o Coisa para Nova Iorque, para visitar mais uma vez a cúpula inquebrável que prendia os Inumanos no Himalaia. Wiatt vai com ele enquanto o casal Richards decide curtir mais um tempo em lua-de-mel atrasada.


O Pantera Negra dá uma estranha nave em forma de giroscópio para os dois jovens e eles partem, porém no meio do caminho acabam entrando em meio a uma tempestade de areia e são sugados para uma câmara subterrânea.



Na cripta, os dois jovens encontram um estranho ser do século XIII, que desperta de um sono profundo. Ele é Prester John, proveniente de Avalon, terra mística do passado.




Prester possui um estranho artefato chamado Olho do Mal, poderoso o suficiente para criar enormes fendas na terra ou potentes cúpulas ao redor das pessoas. Johnny associa a cúpula criada por Prester à cúpula da Zona Negativa e em um impulso insano, rouba o artefato com a intenção de usá-lo para destruir a prisão dos Inumanos.



Wiatt e Prester vão atrás do jovem flamejante pois o Olho do Mal acumulava energia e explodiria à qualquer momento. Wiatt consegue derrubar o artefato das mãos do Tocha Humana momentos antes da explosão, e o jovem fantástico acaba culpando seu colega de faculdade de traição. Mas esse Olho do Mal ainda vai render boas historias no futuro!




Enquanto todo esse drama se arrasta, do lado de dentro da cúpula dos Inumanos, Raio Negro e seus liderados tentam arrancar alguma informação do cada vez mais maluco Maximus porém todas as tentativas são frustradas e o Raio Negro decide tentar uma estratégia arriscada e usar uma arma acumuladora de energia com a força acumulada em seu próprio grito. O resultado dessa ação não é vista nesse momento e acaba ficando em suspense por um tempo!




Todo esse enredo é construído sem muita coesão e com um ritmo um tanto quanto atabalhoado. Tudo acontece meio sem lógica, e por mais que a história tenha uma linha de raciocínio, ao final dela fica uma sensação de termos diversos enredos prensados dentro de um número insuficiente de páginas. Ao mesmo tempo que a ação protagonizada por Johnny Storm é muito acelerada, parece que o começo da história se arrasta com imagens nababescas de Wakanda e os exageros de T'Challa.



Já no cenário dos Inumanos, vemos a roupa clássica de Triton, que permite ao ser aquático se manter longe da água, criada por Maximus.



Ao menos temos diversão garantida ao ver aquela enorme coleção de heróis jogando uma partida de baseball, com todo mundo usando poderes indiscriminadamente.





E chega a ser fofo ver que Reed Richards parou de ver sua esposa como empregada doméstica e passou a curtir os momentos doces de um casamento.


http://marvel.wikia.com/Fantastic_Four_Vol_1_54

Publicada no Brasil
A Coleção Oficial de Graphic Novels Marvel - Clássicos n° 5



0 comentários :

Postar um comentário

Os comentários são moderados.