sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Marvel Monsters: Monsters on the Prowl - Dezembro/2005


EDIÇÃO ANTERIORARCO / ANOPRÓXIMA EDIÇÃO
03 - SILVER AGE 1966Avengers 28 e 29

Mais um retcon com monstros sendo inserido na linha do tempo dos anos 60. Monsters on the Prowl traz uma história interessante, apesar de simples, repleta de seres monstruosos da era monstruosa da Marvel, como próprio nome diz. Na verdade, Monsters on the Prowl foi um título dos anos 70, mas os monstros mostrados aqui são todos mais antigos. Repleta de piadas, uma batalha de monstros X monstros caracteriza uma bela sacada da Marvel para nossa diversão. Acompanhado, é lógico, de muita pancadaria.



Nas profundezas de uma área abandonada no Canadá vivia um colecionador de monstros. O Colecionador mantinha vários seres monstruosos enjaulados mas uma invasão do Toupeira acaba libertando todos os monstros e eles rumam para Nova Iorque pelos túneis subterrâneos e surgem no meio da cidade atacando tudo que viam pela frente.



Bruce Banner se escondia pela cidade, fugindo do que o incomodava, e procura pelo pessoal do Quarteto Fantástico, com fome. O Coisa o recebe, conta que Sue e Johnny estavam em algum evento beneficente e Reed fazia testes na Zona Negativa, e lembra dos tempos que eles se enfrentavam. Aparentemente a notícia de que Bruce Banner era o Hulk já havia corrido!



De repente, os telejornais começam a reportar o aparecimento dos monstros e o Coisa decide agir. Banner diz que não iria e que isso era trabalho para os Vingadores ou para os X-Men, mas o Coisa diz que ninguém estava na cidade e começa a provocar Banner até consegur que ele se transformasse em Hulk.



O pele de pedra ainda consegue chamar o Fera e o Gigante, afirmando que para lidar com monstros, era necessário outros monstros - o Gigante não era monstro, mas era tão grande quanto um - e eles partem para a pancadaria.



Aparecem diversos monstros utilizados pela Marvel Comics em suas revistas da década de 50 e 60 (e 70, já que a revista é um retcon). Um a um eles vão sendo espancados pela turma, até que não sobra mais nenhum. O Toupeira e o Colecionador haviam sido presos no Canadá.




O Fera ouve Reed Richards lá na Zona Negativa tentando se comunicar com o Coisa e conta a situação na Terra. Os dois cérebros improvisam um portal para a zona negativa e o Hulk carrega todos os monstros, jogando-os para lá.



Cronologicamente essa história teria que se passar após o retorno do Gigante, que ainda usa seu uniforme vermelho, porém ainda sem mencionar o Golias. Em Avengers 28 Hank Pyn volta a usar seus poderes efetivamente, porém ele não estava à vontade com isso, pois ficou muito tempo sem usá-los, e logo depois ele já troca para a nova roupa do Golias... Portanto fica um pouco estranho ele ter aparecido aqui, mas antes que isso não é possível, pois precisamos da descoberta da Zona Negativa. O Coisa menciona que os Vingadores estavam em missão em Moscou e os X-Men estavam em alguma floresta, apesar do Fera aparecer. Juntando isso ao fato do Coisa estar querendo que Banner se transformasse em Hulk, ele poderia estar inventando qualquer desculpa (até porque não faz muito sentido que um grupo de heróis fique informando aos outros onde eles estão). Portanto descartei essas referências... O Colecionador não era conhecido por ninguém portanto não há nenhum problema em ser a primeira aparição dele.
Já o caso do Hulk é mais complicado pois ele estaria andando em Nova Iorque fugindo de seus problemas e havia acabado de ser atacado por Ross e ele já fala o famoso "Hulk smash"  O melhor momento para encaixar isso é quando o Hulk salvou Betty Ross do Abominável, mas o general Ross ainda se manteve meio incrédulo com o grandalhão esverdeado. Ignorando o fato que o Coisa está muito amiguinho do Hulk para uma história dos anos 60 quando só havia formalidades entre os heróis (entre uma pancadaria e outra), a aventura monstruosa empurra as historias do Hulk para acontecerem mais juntas no tempo em relação aos demais personagens. Um pouco de descrença ao ver Banner não se interessar em saber o que é a Zona Negativa (já que ninguém sabia da existência disso) e quebrando um pouco a ordem apresentada no MCP, eu tendo a acreditar mais na montagem e argumentação do meu amigo fnord. Os editores poderiam pesquisar um pouco mais, mas como fnord mesmo diz, não vale a pena tanta dor de cabeça por isso... Vai aqui mesmo que está bem referenciado.


Publicada no Brasil



0 comentários :

Postar um comentário

Os comentários são moderados.