quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Captain America Vol 5 1 a 7 - Capitão América - Tempo Esgotado - Janeiro a Julho/2005


EDIÇÃO ANTERIORARCO / ANOPRÓXIMA EDIÇÃO
em construção
06 - MODERN AGE 
O Soldado Invernal >
/ 2005

Capitão América - Tempo Esgotado é a saga que precede (ou faz parte, dependendo da interpretação) o arco que conta a volta de um grande personagem ao foco dos refletores. A preparação de um cenário obscuro, repleto de uma nova realidade para os heróis. Manipulações, traições, surpresas, medo, terror psicológico e morte são ingredientes que tornam essa receita um delicioso passatempo e uma saborosa obra de arte.





Após a queda dos Vingadores, cada heróis seguiu seu caminho. Um dos que mais se incomodaram com o novo status quo foi o Capitão, perturbado com o sumiço do Caveira Vermelha.



Anos antes, vemos o Caveira Vermelha conversando com o General Aleksander Lukin, traficando armas esquecidas pela KGB. O Caveira se interessa por um corpo estranho congelado inerte em animação suspensa, mas Lukin tem planos para aquele ser, porém aceitaria trocar o ser pelo Cubo Cósmico. O Caveira nega e afirma que o cubo é sua obsessão e nada o impediria de achá-lo novamente.


De volta ao presente, vemos o Caveira em um apartamento no alto de Manhattan, observando a cidade que não suspeitava da ameaça que pairava sobre seus prédios. O ameaçador cabeça de osso está de posse do Cubo Cósmico, que encontra-se um pouco danificado. O plano do Caveira era causar explosões em Londres, Paris e na própria Nova Iorque à sua frente, para energizar o cubo.


Ele lembra que acompanhara a evolução da queda dos Vingadores e, com interesse especial, a morte do Gavião Arqueiro. Sabendo sobre a forma intensa que o Capitão América lida com a perda de pessoas próximas, o Caveira acompanha Steve Rogers em suas recentes missões, onde o herói demonstra uma perturbada atitude agressiva.


Rogers conversa com Sharon Carter sobre suas condições psicológicas e afirma estar bem, mesmo sabendo que nem ele nem ela acreditam nisso. Ele está perturbado e incomodado, isolado do mundo em uma nova casa onde ele praticamente se esconde do mundo e reflete sobre seus medos e fantasmas do passado que ainda o incomodam.


O Caveira atende um novo telefonema de Lukin e, depois de anos, novamente o general pede o Cubo Cósmico. Rindo, o Caveira desdenha de Lukin, mas alguns segundos depois ouve um som de vidro perfurado e sente um tiro em suas costas.


Do alto do prédio vizinho, alguém se pendura em um cabo e atravessa o espaço até chegar ao apartamento onde o Caveira está, atende o telefone ainda ativo e comunica Lukin que a missão estava concluída... O Cubo Cósmico fora recuperado pelo espião de Lukin e o Caveira estava morto com um tiro de sniper.


Quando a SHIELD encontra o corpo após rastrear as ligações da polícia, Steve Rogers é avisado e tem que ir ao aero-porta-aviões para um exame de DNA que garantiria que aquele era realmente o Caveira, já que o vilão havia sido trazido dos mortos por Armin Zola usando um clone do Capitão.


Intrigado, Nick e Steve investigam a cena do crime e descobrem a redoma que serviria para recarregar o cubo cósmico e que uma das fontes de energia estava naquela cidade. O capitão e Sharon seguem até o local e encontram a equipe da IMA que explodiria uma das bombas, ainda esperando o contato do Caveira.


Steve e Sharon conseguem impedir a explosão mas o Ossos Cruzados, que comandava aquela equipe em nome do Caveira, foge, avisa os outros dois times sobre a morte do líder e ordena que as bombas sejam ligadas.


A bomba de Londres consegue ser rastreada e encontrada pela SHIELD, porém Union Jack informa que todos os agentes da IMA no local, incluindo Madre Noite, grande comparsa do Caveira, estavam mortos. O Capitão América e Sharon Carter encontram uma aeronave da IMA no local e atacam.


Os agentes da IMA na aeronave são abatidos e confessam que atacaram o grupo escondido no subterrâneo da cidade, mas não tinham nada a ver com o ataque arquitetado pelo Caveira. Steve e Sharon rumam para Paris enquanto em Pittsburgh nos EUA, o agente aposentado chamado Jack Monroe, o Nômade, antigo parceiro do Capitão, sai de um bar e é morto com um tiro no peito e seu corpo é colocado dentro de um porta-malas pelo mesmo assassino do Caveira.


O Capitão é atraído para um atentado de vandalismo em um túmulo de seus colegas de guerra e encontra o Ossos Cruzados. Enquanto eles lutam, a mente de Steve começa a projetar visões do passado e o Capitão quase toma uma bela surra, mas o Ossos Cruzados acha tudo aquilo muito estranho e avisa ao Capitão que um russo estava armando tudo aquilo.


Enquanto isso, Sharon recebe de Nick Fury a notícia que um fuzil sniper havia sido encontrado e que a balística indicava que era a arma que matou o Caveira, e havia impressões digitais do Nômade nela. O Nômade havia trabalhado para a SHIELD e tinha um rastreador implantado secretamente em seu braço, que podia ser utilizado para encontrá-lo.


A edição 7 revela que a mente do Nômade também havia sido manipulado o tempo todo pelo Cubo Cósmico, após ele descobrir que estava com uma doença terminal (aliás, a médica dele é Jane Foster). Propositadamente ele é escolhido por ser próximo do Capitão América e ter feito parte da SHIELD. A ironia além desses fatos é que Jack Monroe sempre se sentiu à sombra de outras pessoas, assumindo o papel de Capitão América e até de Bucky.


Sharon vai à Pittsburgh e rastreia o sinal do Nômade, mas é atacada pelo misterioso mercenário assassino.


Steve Rogers conversa com Nick Fury e eles começam a tentar montar o quebra-cabeças com uma nova peça. Ao saber que havia um russo por trás de toda a história, Nick cruzou a informação com os nomes dos mortos na operação do Caveira em Londres e chegou ao nome de Aleksander Lukin mas o nome não era conhecido pelo Capitão. Porém Nick conta que Lukin era líder de um conglomerado de empresas chamado Kronas e que tinha relações com um ex-líder da KGB chamado Vasily Karpov, conhecido de Steve Rogers ainda na época das guerras.


O Capitão conta que Karpov liderava uma divisão russa que apoiou os aliados contra o levante alemão na II Guerra Mundial. Em uma operação conjunta, Karpov usava tortura para conseguir informações sobre uma super arma alemã escondida em um vilarejo chamado Kronas, e o ataque ao local uniu os Defensores e as tropas russas.


Bucky Barnes já demonstrava muita destreza com as armas e era quem abria caminho, fazendo também muito trabalho sujo que o Capitão não podia fazer por ser o símbolo de uma nação. Nessa operação em Kronas, Bucky derruba os primeiros inimigos, mas a divisão alemã era chefiada pelo Caveira Vermelha, com uma arma poderosíssima. Ao perceber que perderia o combate, o Caveira liga a auto-destruição da arma enquanto destruía todo o vilarejo, matando dezenas de inocentes.


O Caveira consegue fugir com o Grande Mestre - versão nazista do Capitão América - e o General Karpov ordena a seus comandados que removam a arma, mas tudo vai pelos ares e o Capitão esculacha seu aliado russo pelos seus comandos desastrosos. Karpov argumenta que enquanto a América e a Alemanha tinham super-soldados, os russos não tinham nada para se defender. Ali terminou a missão e o contato de Steve com Karpov.


Steve e Fury tentam imaginar se Karpov teria algo a ver com a morte do Caveira, mas Karpov tinha morrido vinte anos antes. Eles desistem da pista, mas o que eles não sabiam é que após o Capitão partir do vilarejo de Kronas, Karpov levou consigo uma criança que havia visto a morte da própria mãe durante aquele ataque do Caveira. O nome da criança era Alek - Aleksander Lukin!


Com Sharon desaparecida, Fury pede a um agente que investigue o sinal do rastreador dela, sem informar ao Capitão América sobre o sumiço da moça. Enquanto isso, Steve vai até a ilha onde houve o lançamento do foguete que jogou ele e Bucky pelos ares, a fim de clarear suas memórias. Ele percebe que todas as alucinações só poderiam ser decorrentes de manipulações do Cubo Cósmico, mas ainda era algo fraco, sem muito poder.


Até que Steve tem uma visão... Sharon presa em um prédio na Filadélfia! Ele usa o avião da SHIELD para rapidamente se locomover pelo mundo e cair de para-quedas sobre o prédio para libertar a moça.


Sharon, apavorada, revela à Steve que aquilo tudo era uma armadilha e Steve fica na mira do mercenário de Lukin. Sharon revela então a grande e apavorante notícia: o mercenário era o Bucky!


Nesse momento, Lukin ordena que o Capitão não seja executado, mas a bomba perdida do Caveira é explodida bem no meio da cidade, justo na hora que os agentes de Nick Fury a encontram após seguir o sinal do rastreador de Sharon. A explosão foi bem planejada, para que o Capitão pudesse ver tudo aquilo, perturbando ainda mais sua mente. E o Cubo Cósmico estava finalmente carregado.



Em um arco repleto de referências à II Guerra Mundial, a modernidade salta aos olhos tanto no enredo como nos desenhos. O thriller psicológico do Capitão, criado por Ed Brubaker, é bem pensado, costurado de forma exemplar com personagens fortes e essenciais para a trama. Aliado ao momento vivido pela Marvel após a queda dos vingadores, cada herói segue um caminho. E o caminho trilhado pelo Capitão é duro, repleto de pedras e buracos.



2 comentários :

  1. Essa história não esta seguindo o cronograma do site,é bem mais pra frente,por que foi colocado assim?

    ResponderExcluir
  2. É verdade Thiago! Estamos fazendo uma experiência com sagas mais novas que são representativas, sucessos e que estão à venda, para ajude os leitores a descobrir novas historias. Mas fique tranquilo!!! As historias da década de 60 não vão parar de aparecer!

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados.